Igreja dos Remédios

Localização: em frente à Praça Gonçalves Dias, Centro.

A igreja é palco do festejo de Nossa Senhora dos Remédios e foi construída em 1719. No início era somente uma capela. Em 1775, o governador Joaquim de Mello e Póvoas abriu uma estrada de acesso à ponta do Romeu, ligando a capela à Estrada Real (atual Rua Grande). Hoje esta estrada corresponde à Rua Rio Branco. No final do século XVIII a capela desabou e foi reedificada através de doações obtidas do comércio e navegação pelo ermitão Francisco Xavier. No início do século XIX, a igreja já se encontrava enriquecida pelas doações de negociantes do Maranhão, que tomaram Nossa Senhora dos Remédios como protetora do comércio.

A Igreja dos Remédios é a única construída em estilo gótico. A igreja atual tem três corpos de fachada, com janelas em formato ogivado. Possui uma única torre sineira, ao centro, com base quadrangular e duas aberturas em cada lado, encimadas por óculo e rosácea. No topo da torre há uma pirâmide octogonal sobre a qual se eleva uma cruz de ferro. As fachadas laterais possuem óculos e rosáceas, e são encimadas por cruzes de ferro ladeadas pelas estátuas dos Evangelistas: Lucas, João, Mateus e Marcos, esculpidas por Teixeira de Lopes e posicionadas em 1907. Os vitrais que ornam a igreja são alemães, do século XX. O interior possui três altares, sendo o principal em mármore.