Cultura viva

A Festa de São João, com seus diversos Arraiais, é celebrada durante todo o mês de junho e presta homenagens a Santo Antônio, São João, São Pedro e São Marçal. Assim como o carnaval, a celebração faz uma junção perfeita dos ritmos e rituais das festas populares da região, em que o sagrado e o profano se juntam.

O tradicional Bumba-Meu-Boi, considerado uma das manifestações culturais mais importantes da região, está vinculado ao calendário religioso, assim como grande parte das outras festas populares, como a Folia de Reis, o Divino Espírito Santo e o Cacuriá.

O Tambor de Crioula, realizado sem local específico ou calendário pré-fixado, ocorrendo em qualquer dia do ano – com maior concentração no carnaval, festejos juninos e em agosto, em homenagem a São Benedito, foi eleito patrimônio imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e outras danças, como a Dança do Coco, a Dança do Lelê e as Quadrilhas, sintetizam as cores, formas e texturas das artes e também do Artesanato locais, encontrados na Feira da Praia Grande, na Casa de Nhozinho, CEPRAMA e Casa da Festa.
E para que sua viagem seja marcada pelos cheiros, sabores e cores de uma rica e saborosa Gastronomia, aproveite para conhecer os ingredientes e temperos de influências indígena, portuguesa, africana e francesa servidos nos aconchegantes restaurantes da cidade e também na Feira da Praia Grande e arredores, além dos vários festivais gastronômicos realizados na cidade.

Devido à sua localização no inicio da Amazônia, São Luís oferece sensações múltiplas e únicas. As receitas mais conhecidas fazem reverência, quase sempre, aos frutos do mar. Mas a riquíssima flora da região proporcionou, ainda, o surgimento de uma culinária de doces e quitutes, com destaque para as frutas nativas como bacuri, buriti, murici, jenipapo, tamarindo, caju, cupuaçu, jaca e juçara (ou açaí), e a farinha, produzida à partir da mandioca. Arroz de Cuxá, Torta de camarão, Doce de Espécie e até o Guaraná Jesus e uma dose de Tiquira, não podem faltar nos cardápios de quem visita São Luís.